quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Tanta Elocubração




Não quero mais lucubrar
Vinte quatro horas por dia
Minha cabeça nessa lenga-lenga diária
Que ó é a vida passar!

Pulsa meu coração no peito
Vibra todo meu ser
É um dilema viver
Digo isso com todo respeito.

Acordar, trabalhar…
Até mesmo não ter o que fazer
Ler, escrever…
Ai, que chato é a vida passar!

Procuro uma razão prá continuar
Algo mais que não encontro na rotina
Essa é minha sina
Vivo a Deus dará.

Os dia futuros? Uma incógnita!
Ninguém sabe aonde vão chegar
É sempre uma caixinha de surpresa
A vida é mesmo ignota!

Nada, nada… vai me pirar
Nem que eu me vire pelo avesso
Torne-me um ser travesso
Aguento o elo desatar.

Loucura! Abro meu coração
Grito ao mundo
Sou forte, vou fundo
A despeito dessa lida cão.

2 comentários:

  1. Parabéns eu gosto, é profundo ;)

    ResponderExcluir
  2. O significado da vida é o que damos a ela. Continue escrevendo nona. A sua poesia precisa ganhar o mundo. Cheiro ;*

    ResponderExcluir