sábado, 31 de agosto de 2013

Venham a mim as criançinhas


Dizia Jesus por onde Ele andava
Fosse criança, santos cuidados
Fórum certo e privilegiado
Bênçãos e bênçãos Ele lhe dava.

Hoje as coisas estão bem diferentes
Criança mata e esfola até seus pais
São arruaceiras e muito mais
Já não são mais aquelas de antes.

Criança de um, dois anos, não leva os pais a sério
Parece que fora desde dos ventres maculada
De nove meses de laboratório, estimulada
À mentiras, falsidades, leviandades e dispautérios.

Difícil é segurar a barra quando crescem
Os exemplos aí estão
Tem bandido de montão
Meu Padim, Pe. Cícero, cuida dos meninos  que não obedecem.

E pra completar a história
O Estatuto do jovem devíamos extinguir
Porque dar pano pra manga pro moleque seguir
Fazendo e acontecendo a sua desdita inglória.
                                                   

Um comentário:

  1. Bom dia querida...belo espaço, parabéns e sucesso sempre....abreijos, guida

    ResponderExcluir